quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Adormeço em ti!

Adormeço!...assim em ti
e, vou despindo pequenos versos
que tento encaixar
nos pequenos poemas
escritos detrás das brumas
da ilha,do silêncio, do azul deste mar
onde navego em turbilhão de poesia
feita suave, breve e quase louca
nos versos que visto
e me sabem a coisa pouca
assim continuo meia adormecida
esperando a noite passar
para de novo acordar
ao sabor do sol e do mar
Ah!... este mar, estas ondas
de pouca sabedoria... a minha
sim a minha que dispo e visto
ao tentar transformar em poesia


Adormecida na calma, nos verdes e na paz da ilha.

A alma jorra em silêncio o que a tinta não deixou no branco do papel.

Salomé.N.S.A


3 comentários:

alcinda leal disse...

Olá Salomé
Também tenho sido menos assídua,a concorrência ocupa-me muito!
Mas tenho sempre saudades da blogosfera e prometi voltar neste ano de 2011!
Desejo-lhe um 2011 com muita saúde, paz e Amor.
Gostei do poema, como sempre!!!
Beijinhos
Alcinda

Multiolhares disse...

mas a alma passou para o branco papel palavras feito poema cheios de sentimento
beijinhos de bom ano

Lilá(s) disse...

Bom ano amiga, bem-vinda também já tinha saudades de me deliciar com estas poesias!
Beijinhos