quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Tanta dor, não sei até quando aguento...

Mais um fim de noite e, tudo está igual.É dor atrás de dor, um mal estar que não passa.Um olhar dorido e triste, tento sorrir e não consigo.Até quando tudo isto?...As forças já me abandonam, parece que já nada importa.Mas onde buscar o brilho e a coragem que tanto preciso?...Como não pensar em desistir?...,se tudo é negro e sem luz em meu corpo!...Só um raio de luz e o teu olhar meu Deus..............

1 comentário:

Multiolhares disse...

Estive a ler alguns dos teus poemas, todos muito triste, desconheço a tua dor, mas constatei a tua fé em Deus, nunca desistas da vida de ti, eu costumo a dizer " que na vida tudo passa" e o que quer que tenhas também há-de passar
beijos ternos