sábado, 16 de outubro de 2010

Hoje o nada é eterno!...

Hoje o nada é eterno
e, no meu corpo
fica bem presente
a dor e espera
que me leva para ti
Hoje um até sempre
leva a lágrima
que jaz, aqui dormente
no leito derramada
e no corpo ainda presente
Hoje,só mais um dia
no tormento das amarras
que te prendem na minha pele
e aos poucos penetram
todos os sentidos
deixando lágrimas
vertidas com sabor a mar
mas que me sabem a fel
Hoje...o nada é eterno
mas longe, bem longe
se faz em ferida
e na espera além
para outra vida!...

Momentos em que desistir faz mais sentido que continuar a caminhada.Um olhar teu e a tua mão faz toda a diferença, mais uma vez te peço o teu toque e o teu amor por todos nós.Obrigado meu Deus por tudo que hoje chegou à minha porta.
Salomé.N.S.A

Salomé.N.S.A

2 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Li o teu belo poema, embora triste, e deixo um beijinho amigo.

gaivota disse...

salomé querida, tão lindo!!!!!
beijinhos