sexta-feira, 29 de abril de 2011

Sem ainda nada saber!...

Desdobro
o pensamento
flutuo no ar
o vento e a brisa
tenho por companhia
solto a folha
que já não era minha
o verso corre veloz, solto
nas tintas, nos riscos
que a mão quis escrever
adornada nas margens
sem ainda nada saber!...

Salomé.N.S.A

1 comentário:

elvira carvalho disse...

Soube sim fazer um poema que me agradou muito ler.
Um abraço e uma boa semana