quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Deixa a alma sorrir!...

Enquanto o tempo permite
olha, sente, ama, acaricia
a chuva que bate, a gota do orvalho
o vento que canta nas copas das árvores
a Primavera que nasce, a flor que vive
o Verão que aquece, a ternura e o amor
o Outono que cai, nos amarelos e castanhos
nas folhas que voam, tão soltas ao vento
o Inverno que chega na vida que se vai
sorri ao relógio do tempo, à vida
enquanto o tempo permite, levanta os olhos
e,deixa a alma sorrir!...

Salomé.N.S.A

4 comentários:

Agulheta disse...

Amiga Salomé.Poema onde as palavras saiem da alma,a natureza se mistura com os sentimentos,não é bonito este sentir.Sei que está tudo a correr bem,hoje vou ver se deito cedo,de manhã tenho um exame a fazer,e como o jantar foi chá não podia ser outra coisa,a fome aparece.
Beijinho e tudo de bom

inspirações da Jô disse...

Querida Salomé,
Suas palavras são tão sensíveis, e há que ter uma compreensão pra poder entender e decifrar esse conjunto!!!! Sou fã do seu trabalho!!!!!
Beijos!!!!!

gaivota disse...

minha querida amiga, ler as tuas palavras é sempre muito bom!
uma alma a sorrir, cheia de vida e vontade de caminhar!
beijinhos

Vieira Calado disse...

Celebrar a vida,

em poesia!

Saudações poéticas