domingo, 31 de outubro de 2010

Decifra-me!

Decifra-me!
Em cada novo dia que começa
num olhar para a beleza
de uma flor que desabrocha
nos verdes campos da tua natureza
Decifra-me!
Em cada nova caminhada
que faço, percebendo o teu olhar
alegre, maroto, brilhante e bonito
meu porto de abrigo, meu chegar
Decifra-me!
Em cada beijo desejado
delineado nos traços de teus lábios
que acolho em toques sumarentos
tracejando, vivendo cada momento
Decifra-me!
Ao acordar da madrugada
entre lençóis de algodão
corpos que se tocam,entoando um hino
ao amor, ao sabor da paixão
Decifra-me!... simplesmente amor!...

Salomé.N.S.A


2 comentários:

Joseph disse...

Salomé,

já lá vão uns tempos, e estive práticamente parado, mas estou a tentar voltar de novo, porque as redes sociais estão muito minadas...

Adorei este poema!
É delicioso e muito bem escrito!

Voltarei.
Beijinho:)

gaivota disse...

são sempre todos tão bonitos, salomé, parabéns, querida amiga!
beijinhos